GSTEP ganha concurso público internacional do Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças de Moçambique – Ministério Economia e Finanças

A GSTEP, empresa portuguesa especializada em Business Intelligence, Enterprise Performance Management e Business Analytics, anunciou o fecho de um contrato público com o Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças (CEDSIF) de Moçambique, num concurso que envolveu numa primeira fase 11 empresas de várias nacionalidades, maioritariamente europeias, numa segunda fase de apresentação de projeto técnico cinco empresas, das quais três passaram à fase final de apresentação de propostas, tendo sido seleccionada a GSTEP, num contrato no valor de 625 mil euros.

A cargo do CEDSIF está a Gestão das Finanças Públicas e a melhoria de acesso aos dados em tempo útil do Ministério da Educação, agora possível através da implementação do projecto de Sistema de Gestão de Informação de Finanças Públicas (SGIP) a ser implementado pela GSTEP.

Herminio Sueia, diretor geral do CEDSIF, salienta a importância “Da geração de entregáveis de qualidade inquestionável e que sejam efetivamente úteis a todos os usuários do sistema quer sejam atores relevantes no processo de gestão de finanças públicas quer sejam académicos, empresas e até o cidadão curioso que queira melhor compreender a natureza e a qualidade dos números que o sistema de gestão de finanças públicas gera”.

O SGIFP será um sistema com processos e tecnologias modernas de tratamento de informação, cujo módulo, denominado Módulo de Gestão de Informação (MGI) integrará Business Intelligence (BI) para a recolha, organização, análise, partilha e monitorização de informações que oferecem suporte à gestão de negócios. O desenvolvimento do SGIFP tem em vista o aumento da probabilidade de tomada de decisão mais acertada, que seja baseada em factos e previsões para impulsionar a Reforma do Estado, por meio da disponibilização de informação qualitativa e de gestão para a Gestão das Finanças Públicas em tempo útil e de forma flexível, propiciando uma interpretação inteligente dos dados gerados pelos diferentes módulos do e-SISTAFE (Sistema de Administração Financeira do Estado).

Mário Dourado nomeado CTO da GSTEP