15 de fevereiro, 2018

GSTEP cria Academia para aproximar jovens do mercado de trabalho

Academia GSTEP (GAcademy) abre em abril e aposta na formação especializada de recém-licenciados para reforçar os quadros e alinhar o mundo académico e profissional na área de Business Intelligence.

Oeiras, 14 de fevereiro de 2018 – A GSTEP, empresa portuguesa especializada em Business Intelligence, vai criar uma Academia para potenciar e acelerar a integração de jovens recém-licenciados no mercado de trabalho, assegurando ainda estágios curriculares universitários. Cada formação tem a duração de 3 meses e responde a algum desajustamento entre a teoria do mundo académico e a prática do mundo profissional, procurando fomentar uma ponte entre ambos.

«A GAcademy irá procurar garantir a consolidação dos conhecimentos adquiridos, assim como a aquisição de novos conhecimentos e a sua aplicabilidade prática no mercado de trabalho», explica Álvaro Santos, BI Unit Manager da GSTEP.

Composta por várias formações teóricas e práticas com os especialistas da GSTEP em diversas tecnologias de Business Intelligence (BI), a GAcademy vai ter um conjunto de vagas limitadas, não estando ainda definido o número exato, já que a empresa tentará integrar os participantes nos seus quadros.

«Já temos alguns pedidos para frequentar a GAcademy em carteira e iremos abrir mais algumas vagas de acordo com os perfis que possamos receber, que serão selecionados através do seu background académico e possível experiência profissional», avança Álvaro Santos.

Esta iniciativa permite aos recém-licenciados ou em vias de finalizar a licenciatura ou mestrado, preferencialmente em sistemas de informação, de beneficiarem de formação específica e que os aproxima à realidade do mercado de trabalho, podendo ainda vir a integrar os quadros da GSTEP.

Por seu lado, a GSTEP terá a possibilidade de «ter um processo de seleção para recrutamento mais prolongado, garantindo desta forma uma situação win-win, em que poderemos analisar a curva de evolução dos participantes», conclui Álvaro Santos.

Leia a notícia na Ntech.News e na ComputerWorld

Top